segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

One Man, One Mission...

Sábado o Bruno esteve lá na loja (você provavelmente não o conhece, mas deveria) e num ataque de nostalgia-gamer, relembramos por horas das épicas batalhas de Lord of The Rings: The Two Towers, na casa dele.
Foram dias e mais dias de glória, reinando soberanos nas grandes paisagens da Terra-Média. Naquele longínquo 2005, leigos que éramos, reduzimos os níveis de algumas fases para podermos passar por elas, o que significa, nos dias atuais, que nunca havíamos verdadeiramente fechado o jogo.
Então, não sei quem deu a idéia, mas ela surgiu.
Domingo, tenho folga, vamos fechar o jogo mais uma vez, como homens valentes que somos?

Tudo começou com uma ida até a casa do amigo Micailovitch, que hoje em dia é quem possui o jogo. Depois de algumas horas de persuasão e truques utilizando a Força, consegui obter o tal game e pude seguir para a casa do Bruno, que testava suas capacidades de carisma + cara de gatinho do Shrek para conseguir o console, visto que o dele hoje jaz no Vale das Sombras dos Consoles Mortos.
Tudo pronto e eu suado pra carvalho, ligamos toda a parafernália e dá-lhe jogatina.
Espadadas ali, CG's que não podiam ser pulados, Flechadas acolá, e nisso, percorremos horas a fio.
Quando nossos estômagos cansaram de travar a épica batalha contra a fome nos rendemos e entre uma fase e outra partimos para uma deliciosa pizza. Aiai...
Voltamos ao jogo e enfim seguimos levando Frodo com segurança até Mordor, quando os orcs roubaram-nos Merry e Pippin.


Segunda parte do jogo, que é muito bem escrito. Reúne a adaptação dos dois primeiros filmes da série, pela ótica de Aragorn, narrando a história à Ewoyn.
Seguimos matando, pilhando e destruindo.
Por volta de cinco e meia da tarde, Filipe, um amigo/aliado apareceu para ajudar na batalha.
Os orcs dominavam o abismo de Helm e tinhamos de conter seus avanços a todo custo.



Levamos 2 horas nesta áruda tarefa.
Nosso amigo nos abandonou, mas eu e Bruno perduramos e seguimos protegende os portões de Helm.


Meia noite e cinquenta foi quando nós, como Aragorn, conseguimos atravessar a mais exigente (e divertida) fase do jogo. Nos abraçamos de emoção... Foi lindo!!!


Última fase, faltava pouco.
Então, brandindo a espada contra dois orcs que tentavam derrubar os portões da cidade, concluímos o jogo, exatamente 12 horas após começá-lo, a uma e meia da manhã.

Por Mória! o/

E agora... que venha O Retorno do Rei.

PS: Depois de toda essa aventura, me deu uma vontade enorme de voltar a possuir um console. A dúvida era entre o X-Box 360 e o PS3, mas acho que ainda não quero um upgrade tão grande. O X-Box me deu muito medo pelo lance dos 3RL e o PS3 pelo fato da Sony ter acabado com a Retrocompatibilidade, o que significa que os novos games não rodarão mais os jogos do maravilhoso PS2.
Por enquanto, acho que vou ficar mesmo com o PS2 e com o maravilhoso "Shadow Of The Colossus". Recomendo veementemente.


Câmbio, desligo.