quarta-feira, 13 de agosto de 2008

Uma xícara de café, pliiiiis?

Tem gente que diz que uma bebida cura qualquer coisa.
A minha preferida faz isso...
Um gole pra recompôr as lágrimas perdidas; dois, três, para encarar o dia.
Energiza, motiva.
Traz o doce que falta nas manhãs amargas, nunca sem deixar o sabor da melancolia... o vício.
Eu não sei começar o dia sem.

Negra como os devaneios a que me entrego,
combustível dos encantados, dos criativos, dos ocupados.

E não adianta ficar aqui horas, vendo-a fumegar e embaçar as bordas da xícara...
eu jamais conseguirei desvendar e descrever os mistérios


Eu aceito sim, sentar pra prosear enquanto saboreio um bom café.
A melhor desculpa para pausar a rotina e esquecer os problemas.

...mas com açúcar, por favor!