sábado, 23 de janeiro de 2010

Dando Um F5 Na Leitura

Mês de férias e tanta coisa pra fazer.
Filmes que precisava assistir, livros pra ler, séries para colocar em dia...
Foi (e ainda é) tanta coisa em que me atualizar que nem sei se lembro de tudo.
Então fica combinado assim (#sorrisomarotofeelings) vou fazer um post sobre livros, um sobre filmes e um sobre séries, ok?!

Estão aí então, minhas opiniões rápidas sobre tudo que li por último e o que pretendo ler em breve.

2009/2010:

Taí um ano em que eu acabei lendo pouca coisa.
Além da série Crepúsculo, da Stephenie Meyer; terminei também a série Ciclo da Herança (Eragon, Eldest e Brisingr), do Cristopher Paolini. Ou melhor, terminei até onde era possível, porque o que era a tal Trilogia da Herança virou Ciclo da Herança, pra ganhar mais um livro. Só que os boatos que cercam a internet ultimamente, dão o Paolini como morto e com o corpo escondido, tendo em vista que ele não termina o quarto livro e também não dá notícia alguma sobre porra nenhuma.

Em setembro eu comecei o volume único de O Senhor dos Anéis, que é um livro fantástico e eu recomendo aos meus leitores com força, mesmo que você já tenha visto os filmes. O livro é imenso mas a história é encantadora e transpõe você para a Terra Média. Para os leitores de pouca fé, recomendo os volumes separados, com as três partes da história que em geral, você encontra de promoção em alguns sites da internet, inclusive com O Hobbit e O Silmarillion juntos.

O Hobbit foi outro que li, no segundo semestre do ano passado. É cativante, engraçado e muito mais leve que seu irmão mais novo (em todos os sentidos possíveis) . Provavelmente, dará um bom filme já que tem como diretor o Guillermo Del Toro, tendo em vista o seu ótimo portfólio brincando com fantasia (ele é o diretor de O Labirinto do Fauno, Hellboy e Hellboy 2) sem contar que o produtor do filme é ninguém menos que o ex-gordo, Peter Jackson (que pra quem não sabe, dirigiu os três O Senhor dos Anéis).

No final do ano, ganhei de presente os dois volumes que eu não tinha da série Artemis Fowl e eu sou muito grato a Fran e ao Bruno por isso. Estou morrendo de vontade de reler a série e ainda não comecei apenas porque o meu volume três está emprestado. Assim que voltar, caio de cara.

Agora, em janeiro, li um título em que estava mega ansioso para colocar as mãos. Trata-se de Rangers: Ordem dos Arqueiros do John Flannagan. Eu fui achando que era mais uma série infantil, daquelas com escrita fácil e pouco bom senso, saca?! Me surpreendi com a série e virei fã. Quero agora os outros volumes (até onde pesquisei, são dez livros, dos quais, só quatro saíram aqui no Brasil, até então). A série conta a história de um garoto magrela, órfão e meio loser, que apesar de tudo que já foi citado sobre ele, gostaria de entrar para a escola de guerra do reino. No entanto, acaba virando aprendiz de outro mestre de ofício, um que ele não esperava de jeito nenhum... Completamente recomendado.


Comecei a dois dias o legal porém só isso O Ladrão de Raios, da série Percy Jackson e os olimpianos, do Rick Riordan. A série é bacana, é best seller a nível mundial, vai ter um filme e tal, tá todo mundo falando dela e até agora eu não consegui entender o porque de tudo isso. O primeiro livro está legal, cumpre o seu papel, tem os tão comentados paralelos com Harry Potter, mas... Será que é isso tudo que estão comentando? Eu particularmente acho que não. Minha teoria é que, quando a série Harry Potter acabou, os fãs se dividiram em duas vertentes: os que odiaram Crepúsculo (ou ao menos dizem isso pra quem quiser no Twitter) e precisavam de alguma outra nova série pra se encontrar (e acredite, Percy Jackson pode ser como Harry Potter em outro mundo, mas esses fãs nunca assumiriram). E existem também os que abraçaram Crepúsculo, abraçaram o Edward, a Bella e o Jacó. Acho que é daí que vem todo o hype em cima de Percy Jackson.


No entanto, a série tem um papel importante, quando explica de forma literária (e não pedagógica) quem são os personagens do qual já ouvimos falar mas não fazemos ao certo idéia de quem são, dentro do conceito da mitologia grega.
Ou seja, é legalzudo, mas é mais hype que talento propriamente dito.

No momento, estou numa maratona para conseguir ler dez livros em 20 dias, mais ou menos. É que a Fran ficou de me presentear com o segundo volume de Rangers, caso eu conseguisse essa façanha. Se eu perder, meu Lua Nova passa a ser dela, então... Lá vamos nós!

A lista de livros que fiquei de ler é a seguinte:
  1. Rangers: Ordem dos Arqueiros - Ruínas de Gorlan; John Flannagan
  2. Percy Jackson e os olimpianos - O Ladrão de Raios; Rick Riordan
  3. Percy Jackson e os olimpianos - Mar de Monstros; Rick Riordan
  4. Artemis Fowl: O Menino Prodígio do Crime; Eoin Colfer
  5. Artemis Fowl: Uma Aventura No Ártico; Eoin Colfer
  6. Artemis Fowl: O Código Eterno; Eoin Colfer
  7. Artemis Fowl: A Vingança de Opala; Eoin Colfer
  8. Artemis Fowl: A Colônia Perdida; Eoin Colfer
  9. Artemis Fowl: O Paradoxo do Tempo; Eoin Colfer
  10. Arquivo Artemis Fowl; Eoin Colfer

Sem contar que, em minhas andanças pelas livrarias tenho observado alguns títulos que não se manterão longe de mim por muito tempo. Entre eles estão a série Dragões de Éter, Peter Pan e Peter Pan Escarlate, Coração de Tinta, a série Fronteiras do Universo, a série Crônicas do Mundo Emerso, entre muitos outros...

Não é difícil perceber que sou chegado num livro em série, nem numa boa história de fantasia, né?!
Então... Pra fechar esse post, fica a dica pra quem é que nem eu. O ótimo LivrosEmSérie.com.br , que ajuda a entender melhor qual livro pertence a qual série e qual volume ele é de determinada série.

No fim, é só isso por enquanto...

Até a próxima página!