sexta-feira, 4 de janeiro de 2008

Vôo livre!

Imagina o céu, com as estrelas ou não; com nuvens cobrindo toda a superfície ou apenas poucas pinceladas distantes, como pequenas ilhas num mundo de cabeça pra baixo. Imagina o crepúsculo, a aurora, o deitar e levantar do Sol; imagina também as milhares de tonalidades e formas que o suposto azul básico pode ter. Não esqueça de imaginar também o arco-íris, a chuva, as estrelas cadentes, as constelações e os outros planetas e corpos celestes.

É coisa demais pra imaginar?

Eu e você também somos assim!
Quando você liberta seus pensamentos, seu coração, quando se cura do ódio e dos preconceitos, você se torna um infinito pronto pra ser explorado.

Pegue suas asas!